Home » » CONTOS QUE UM DIA TE CONTO IV

CONTOS QUE UM DIA TE CONTO IV


















Vertigo foi a uma loja de artigos esportivos comprar um binóculo, ao entrar na loja a vendedora, que era uma loira de olhos verdes e muito gostosinha, que foi lhe atender lhe perguntou:

_Boa tarde!!O que o Sr. Deseja?

Mal sabia ela o que passou na sua mente com aquela pergunta.

_Na verdade estou procurando um binóculo

_Temos vários modelos, poderia saber qual o interesse, se profissional, o Sr. é militar ou algo assim?

_Não, estou apenas querendo um, sonho de criança.

Mal sabia ela que era para observar uma vizinha de um prédio próximo ao meu, mas que a olho nu só dava para ver algumas coisas.

A vendedora mostrou alguns modelos enquanto Vertigo observada aquela mulher de estatura média que vestia uma calça jeans e uma blusa cavada onde realçava seus seios, bonitos por sinal.

_Senhor!

_Senhor não!! Meu nome é Vertigo, qual o seu?

_Débora, mas pode me chamar de Debby.

_Bem Debby! Vou ficar com esse que é profissional.

_Ok Vertigo, é só ir ao caixa.

_Obrigado Debby, aqui está meu cartão, se precisar de algo...

Depois de sair da loja, Vertigo foi para casa, tinha planos para mais tarde.

Já era quase 21:00H quando a vizinha gostosa chegou em casa, Vertigo já estava aposto, apenas de short e com uma poltrona esquematizada e bem localizada perto da janela.Aquela morena encorpada estava com um vestido preto com estampas de flores, parecia cansada, mas se dirigiu ao quarto – Vertigo conseguia ver a sala e o quarto que tinha um espelho enorme e possibilitava ver a cama daquela mulher maravilhosa – sentou-se na cama e retirou sua sandália e deitou-se por alguns segundos antes de retirar seu vestido.Depois de uma respirada a morena ficou de pé e começou a retirar seuvestido, deixando Vertigo completamente cheio de tesão com a visão de um corpo perfeito e apenas de calcinha, com seios fartos e pernas bem torneadas.A morena pegou uma talha e se dirigiu ao banheiro para um banho merecido, pois devi ter tido um dia duro.Enquanto isso Vertigo acariciava seu pênis por cima do short e degustava uma cerveja. 15 minutos depois a morena aparece apenas enrolada na sua toalha e deixa a toalha cair na cama, se aproxima do espelho e fica se admirando, como se soubesse que esta sendo observada, pega um creme de corpo, passa na mão e vai acariciando seus braços, passando pelos seus seios em movimentos lentos e carinhos.Fazendo Vertigo tirar seu short e começar movimentos leves no seu pênis, enquanto a morena acariciava sua barriguinha e já começava a descer para suas pernas onde suas nádegas ficam suspensas a cada movimento de inclinação para suas pernas, deixando Vertigo mais louco ainda e acelerando seus movimentos no pênis mais que ereto.Quando o telefone toca._Quem será agora!! Questiona Vertigo.

_Alo!!

_Alo Vertigo!! Sou eu, a Debby!!

Debby, pensou ele.

_Ah! Tudo bem??

_Tudo bem!!Estou perto de você, tive que ver minha tia e resolvi te ligar.

_Perto!? Venha aqui, vamos conversar!

_OK! Daqui a 10 minutos apareço.

Vertigo se recompôs,arrumou a sala e esperou por Debby já pensando em comer aquela coisinha goastosa.Debby chega, Vertigo abre aporta vestido de short e camiseta e pede para ela entrar.

_Ola!! Sinta-se em casa.

_Bonito apartamento

_Obrigado, mas o que devo a surpresa?

_Gostei de você e como me deu seu cartão e disse onde morava, pensei em fazer uma visita, já que minha tia mora perto.

_Senta! Quer uma cerveja?

_Aceito, mas tem algo para comer?

_Tenho! Mas se quiser pedimos uma pizza?

_Sim!! De calabresa.

Debby começa a andar na sala e vai para a janela, percebe que o binóculo está perto e observa o movimento, ela percebe a morena já vestida com uma calcinha lilás e desconfia que Vertigo comprou só para ficar observando a mulher.De bate pronto ela diz:

_ Agora entendi a sua compra!

_Como assim?

_O binóculo!

Vertigo se aproximou de Debby e viu a morena deitada com as pernas entre abertas e deu um sorriso maroto.

_Veja bem, eu comprei para outros fins, mas fui surpreendido com essa visão maravilhosa e me diga se nunca pensou em ser observada assim, e já pensou se desconfiasse e mesmo assim continuasse esse jogo.

_Huummm, não, mas gostei da idéia, me deixou até com tesão.

Na mesma hora Vertigo beijou Debby e começou a alisar seu corpo, Debby abaixou e ficou de frente ao pênis já duro de Vertigo, retirou o short e sem cerimônias começou a chupá-lo.Vertigo olhava para Debby e para a morena que estava acariciando sua xana por cima da calcinha, Vertigo não demorou muito a gozar na boquinha macia de Debby, pois já tinha começado uma masturbação antes dela chegar e por isso já estava no clima, Debby não deixou nada cair, saboreando com muita maestria. Vertigo levantou Debby e pegou-a no colo levando-a para o quarto, deitou-a na cama e retirou sua roupa, deixando-a só de calcinha, beijou seu rosto e começou a beijar e chupar seus seios, dando algumas mordidas no bico do seio fazendo Debby dar gritinhos de tesão, Vertigo desceu até seu ventre e começou a morder de leve o tecido de sua calcinhade renda, puxou a calcinha para o lado e beijou sua xana, retirou a calcinha de Debby e começou a chupar aquela bucetinha molhadinha, Debby por sua se contorcia e gemia pedindo mais e mais.

Já recomposto e com mais tesão que o normal Vertigo deitou-se encima de Debby e segurandou seu pênis começou a brincar na portinha de sua xana, ora fazendo que ia penetrar ora passando por entres os lábios molhados daquela xaninha gostosa. Debby já não aguentava mais de tesão e puxou Vertigo para ela, fazendo que ele a penetrasse de uma vez, tanto Vertigo quanto Debby deram um grito de prazer.Depois de saborear Debby de quatro, de lado, e todos os jeitos imaginados, Vertigo disse:

_ Deixa eu comer sua bundinha??

_Não!! Hoje não, da próxima vez...A pizza chegou!!

_Bem que nos merecemos

E os dois caíram na gargalhada.....

VERTIGO

 
Support : Copyright © 2015. make naty - All Rights Reserved