Home » » LEITE DERRAMADO...

LEITE DERRAMADO...





























Tarde de sol e muito calor, Vertigo estavam em seu apartamento curtindo umas férias de dez dias quando o telefone toca.

_Alo!

_Alo, Vertigo?

_Sim!! Quem fala?

_Violeta, está lembrado??

_Sim claro!! Tudo bem??

_Tudo, estou aqui em baixo do seu prédio!

_Então sobe!

Enquanto Violeta subia pelo elevador lento de seu prédio, Vertigo arrumava a pouca bagunça que deixara na sala e na cozinha e vestia um short já que estando sozinho e com calor se encontrava apenas de cueca.

O som da campainha anuncia a presença de Violeta e a porta se abre.

_Ola!! Que surpresa!!

Enquanto fala e dava as boas vindas Vertigo reparava em cada detalhe de Violeta que estava com uma blusa branca e uma saia com desenhos floridos em preto e cinza, com um batom da cor da pele e um sorriso lindo.

_Pois é! Tudo bem?

_Sim, por favor, entre! Aceita um suco, água ou cerveja?

_(Ela sorri) Um suco!

_Conte-me as novidades?/

_tudo normal, muito trabalho e são.

_Já casou?

_Não!! Você me enrola!!rsrsrsr

_Rsrsrssr, como assim!! Nem eu sabia, srsrsrrs.

_Brincadeira e você o que apronta?

_Nada, estou uns dias em casa e aqui só de bobeira.

Nisso os dois já estão sentados no sofá e Vertigo sutilmente acaricia a mão e a perna de Violeta, que apenas observa e nada faz contra as investidas de seu amigo.

Percebendo que a moça está afim de algo mais Vertigo começa a beijá-la e a cariciar suas coxas com mais determinação e ao afastá-las chega em sua calcinha de renda sentida pelo tato que logo em seu pensamento vai tentando adivinhar a cor.

Violeta também não perde tempo e aproveita que Vertigo está apenas de short, introduz sua mão e já encontra um pênis ereto e sedento de carinhos macios de mãos tão delicadas.

As caricias vão se tornando mais salientes e Vertigo num calor delicioso levanta-se e pega Violeta nos braços, se dirigi ao banheiro e deixa a moça nuazinha e os dois começam a tomar um banho onde Vertigo de joelhos começa a beijar a xana mais que molhada de Violeta que por sua vez se contorce e dá gritinhos tímidos ao som da água que escorre em seu corpo.

Ao fazer a moça gozar e se contorcer em sua boca Vertigo levanta e a coloca de costas e ao incliná-la começa a introduzir em sua xana deliciosa e faz Violeta dar gritos mais ousados e escuta pedidos desconexos saindo da boca de Violeta para ser chamada de”putinha” “Gostosinha” “Não para, não para” “vai com tudo”. E Vertigo que não se faz de rogado logo encosta sua boca no ouvido de Violeta e começa a dizer o que ela quer ouvir além de dar algumas mordidas de leve e beijar o pescoço da moça que está louca de tesão e entregue totalmente a seu amante.

Mas antes que Vertigo gozasse, Violeta num lance rápido se vira e abaixa até o pênis de seu amante e começa a chupá-lo com vontade e dedicação de quem estava esperando por aquele momento e não queria desperdiçar nem mais um minuto. E quando Vertigo finalmente goza e na boca de Violeta que tem a face mais linda e satisfeita do planeta diz:

_Eu não queria deixar nem uma gota de leite derramado...


VERTIGO

 
Support : Copyright © 2015. make naty - All Rights Reserved