Home » » SEM COMPUTADOR

SEM COMPUTADOR












































_Bom dia!! Quero fazer uma reclamação, meu computador está aqui a mais de uma semana e ninguém arruma, vocês estão pensando o quê!!

_Bom dia senhor, desculpa, mas o responsável não está aqui!

_Como é menina!! E que hora ele chega! E como não tem ninguém para resolver!!

_Calma senhor!!Hoje o dono não virá e os dois técnicos estão fora, um está doente e o outro só volta lá pelas cinco da tarde.

_E você quem é?

_Sou a secretária, meu nome é Valeska, e o Senhor é?

_ Meu nome é Vertigo!!Mas não precisa me chamar de senhor.

_Ok! Senhor, desculpa, Vertigo, entre, tome uma água, está perto da hora do almoço e vou encostar a porta, e ligar para o técnico voltar m, ais cedo.

Vertigo entrou na loja que não era muito grande, tinha uma espécie de escritório mais ao fundo onde havia uma geladeira e uma mesa grande com cadeiras avulsas.Valeska ofereceu água e pediu desculpas pelo atraso.Vertigo mais calmo começou a observar Valeska com mais cuidado e carinho e viu uma mulher bonita e bem encorpada.Encanto ela conversava, ele não tirava seus olhos da boca de Valeska, e de repente num gesto louco e atrevido Vertigo aplicou um beijo em Valeska, mas ele já esperava uma reação bem dastrica, do tipo um tapa ou coisa pior, como gritos de socorro, tarado!!

Mas para surpresa de Vertigo, Valeska gostou da surpresa e começou a beijá-lo e a acariciá-lo, neste momento Vertigo deitou Valeska na mesa e começou a beijá-la descendo para seus seios e acariciando as pernas já de fora da saia que Valeska usava, deixando exposta uma calcinha de renda com babados laterais.Valeska se contorcia e gemia de olhos fechados, Vertigo beijava e passava a língua na bucetinha de Valeska por cima da calcinha, mas logo ele puxou a calcinha para o lado e sentiu aquele bucetinha toda melada e começou a chupar com gosto, pensou, -Já que não me devolvem meu computador, vou comer essa secretária com gosto.- Vertigo retirou seu pênis e abriu as pernas de valeska, começou a enfiar bem devagar e depois começou a aumentar o ritmo,Valeska se controlava para não gritar e chamar a atenção dos vizinhos de loja, e Vertigo quase gozando retirou seu pênis e colocou perto da boca de Valeska que logo pegou e começou a chupar com gosto, fazendo Vertigo gozar alucinadamente.Valeska pensando que já tinha saciado o cliente, é pega de surpresa, virada e deixada encostada na mesa, quando ela percebeu já estava sendo penetrada por trás, num suspiro de prazer e êxtase Valeska pede que Vertigo vá com carinho e aumente o ritmo, até que ela também goza e os dois se arrumam.

_Vou pedir para que arrume logo seu computador

_ Ok!Mas não tenha tanta pressa, gostei do atendimento.

_Também gostei, vou pedir para meu marido não ter tanta pressa...

-Marido!!!

VERTIGO

 
Support : Copyright © 2015. make naty - All Rights Reserved